Agronegócio

Agronegócio

Um mercado que sofre com distâncias físicas diante de uma evolução drástica da tecnologia.
A tecnologia 5G está prestes a mudar o cenário do agronegócio.

Melhor entendimentos de solo e controle sobre o crescimento das plantas.

5G expande oportunidades, disponibiliza dados em tempo real e reduz custos.

Implantação de infraestrutura IoT e soluções em agricultura, cidades inteligentes e rastreamento de veículos e bens no Brasil.

Parceria prevê aumento de produtividade e redução de custos operacionais.

E-kakashi testa IoT na agricultura

Mesmo que as tecnologias mais modernas estejam ganhando cada vez mais espaço, a indústria agrícola no Japão ainda é dominada por pequenos agricultores que trabalham sob os mesmos métodos há décadas. A experiência e conhecimento de causa garantiram o sucesso do setor até agora, por isso algumas inovações propostas ainda podem parecer células estranhas dentro de um retrato tão sólido.

Mas para evoluir com a transformação digital do campo a partir de aplicações IoT (Internet das Coisas, em português), a PS Solutions, integradora de IoT da Softbank, associou-se à fabricante CKD Corporation e à Ericsson para lançar uma plataforma e-kakashi.

O termo "kakashi", em japonês, significa "espantalho" – recurso tradicional da cultura agrícola que se mantém vivo não só no Japão, mas ao redor de o todo mundo. A plataforma e-kakashi mantém vigilância constante sobre campos e estufas, utilizando sensores para monitorar condições como temperatura, umidade e saturação do solo. Conheça o advento do 'e-kakashi' no Japão e toda sua eficiência no controle e gerenciamento de plantações em diferentes escalas.

Clique aqui e leia o texto na íntegra

Redes e mensuração de sensores

A tecnologia 5G vai expandir as oportunidades e os modelos de negócios ao permitir o aumento de capacidades de monitoramento em tempo real, o rastreamento e automação em grande escala no setor agrícola. Essas mudanças vão abrir portas para reduções de custos significativas, aumento de eficiência e interações em tempo real nas mais variadas vertentes operacionais.

A teoria, porém, sempre pode ser diferente da prática. Então, como funcionarão as fazendas conectadas, os sensores de plantações e os sistemas de monitoramento de colheitas que se tornarão realidade a partir da implementação da tecnologia 5G?

Confira aqui os benefícios do 5G e como essa tecnologia impactará o agronegócio.

Ericsson e Qualcomm expandem limites de IoT no Brasil

Enquanto para muitos o 5G no Brasil ainda parece uma utopia, outros já estão pensando em sua eventual expansão. A Ericsson, em parceria com a Qualcomm, trabalha desde 2018 no desenvolvimento de uma infraestrutura tecnológica para tirar o máximo da capacidade produtiva do 5G em termos de IoT (Internet das Coisas).

Criando desde produções agrícolas interconectadas até veículos autônomos e cidades inteligentes, as duas companhias estão criando o caminho dessas novas tecnologias no mercado de negócios nacional com soluções que requerem precisão, controle e automação.

Clique aqui e confira a notícia na íntegra

Ericsson, Vivo e Raízen fazem acordo para desenvolver 'internet das coisas' no agronegócio

A Ericsson, a Vivo e Raízen anunciaram, em 23 de maio, o acordo para desenvolver a chamada “Internet das coisas” (IoT) no setor do agronegócio, utilizando a faixa de 450 MHz no serviço móvel de quarta geração (4G), na região de Piracicaba (SP).

A Ericsson contribuirá com sua liderança em tecnologias móveis e plataformas de software para IoT, enquanto a Vivo levará a sua rede móvel utilizando a frequência de 450 MHz. Do outro lado, a parceria conta com a expertise e infraestrutura agrícola da Raízen e a facilitação e aplicação acadêmica das tecnologias com o apoio da EsalqTec.

Segundo as empresas, o uso de internet nos equipamentos e maquinários agrícolas pode gerar aumento de produtividade e redução de custos operacionais.

Leia o conteúdo na íntegra aqui.