6 Mitos e verdades sobre o 5G

6 Mitos e verdades sobre o 5G

Especulações são uma reação comum quando o assunto é novidade para a sociedade, principalmente, quando falamos de tecnologia. Com a chegada do 5G alguns mitos e verdades acabaram se dissipando no meio popular e até viraram pautas de grandes mídias. Mas essa inovação só tem a acrescentar de benefícios para todos, por isso, decidimos desmistificar seis desses equívocos. 

ALTA VELOCIDADE – VERDADEIRO 

Quando falamos em 5G é fato a comparação com as redes anteriores, como por exemplo, de que ele é 1000 vezes mais rápido que o 4G. A velocidade média de uma rede da quarta geração hoje é na faixa de 100 a 200 Mbps, já com a nova tecnologia será possível atingir de 10 a 20 Gbps. Essa velocidade, além da baixa latência, são a base da Indústria 4.0 e Internet das Coisas, ou seja, o 5G é fundamental para a transformação que estamos vivendo. 

NÃO IRÁ MAIS EXISTIR FIBRA – FALSO 

Só falamos de banda larga sem fio quando o assunto é 5G, porém existem outras tecnologias que permitem o acesso à internet. Mas o que muitos não sabem é que a fibra é necessária para conectar as estações radiobase, que estarão espalhadas por todo o espaço, em postes, paredes e outros lugares. Ou seja, a implementação da quinta geração depende também da utilização de fibras ópticas, que continuará a ser uma ótima opção para a banda larga residencial. 

NOVAS TECNOLOGIAS, NOVO CELULAR – VERDADEIRO 

O 5G é uma tecnologia nova para o acesso à internet, então, é previsível que serão necessários novos aparelhos para poder utilizá-lo. Claro que as empresas de hardware já se prepararam para esse futuro, por isso, muitos produtos que estão sendo produzidos em 2019 já suportam essa demanda. A perspectiva é de que cada vez mais tenham possibilidades de aparelhos conectados, de smartphones mais simples até os que são considerados topo de linha. 

MAL À SAÚDE – FALSO 

Já falamos sobre o mito de o 5G causar mal à saúde humana ou de animais aqui. Mas, resumindo, isso é apenas um boato falso. Não existem indícios científicos de que a radiação não-ionizante possa causar danos, pois a frequência utilizada pelo 5G, apesar de ser mais alta que a do 4G, ainda está muito longe de fazer algum mal. Além disso, o nível de potência transmitido pelas estações também é extremamente baixo.  A Organização Mundial da Saúde (OMS) já oficializou que os serviços de telefonia celular são seguros para a saúde. 

NÃO TEM SEGURANÇA – FALSO 

Outro mito que ronda o 5G é de que ele pode ser usado para espionar, rastrear ou acabar com a privacidade das pessoas. Esse pensamento é errôneo, pois o 5G é muito mais seguro do que as outras tecnologias e foi projetado levando em conta todos os aspectos de segurança em seu protocolo. Inclusive, os produtos são desenvolvidos com aspectos de segurança desde a sua concepção, com uma metodologia chamada “Security by Design”. 

MAIS ANTENAS = POLUIÇÃO VISUAL – FALSO 

Outro boato errado que circula. Devido a necessidade de implementar mais antenas para realizar a cobertura, porém, pelo fato de utilizarem frequências altas, as antenas não precisam ser tão grandes quanto antes. Então, ao invés de aparelhos com 1 a 2m de altura, teremos com o tamanho de uma caixa de sapato e isso permite que desapareçam de vista, seja em outdoors, prédios, entre outros lugares que fazem parte do cenário urbano.