Acesso fixo, games, IoT: 5G mostra sua flexibilidade

Acesso fixo, games, IoT: 5G mostra sua flexibilidade

Muitos casos de uso de destaque suportados por 5G em diversos locais do mundo aparecem no Ericsson Mobility Report com destaque, evidenciando o potencial e a flexibilidade das redes de quinta geração.

Um dos mais evidentes é o chamado FWA, ou Fixed Wireless Access – conexões de acesso fixo sem fio – nas quais o 5G é usado em substituição a complicadas, caras e difíceis de se implementar redes de fibra ótica, normalmente usadas no chamado “last mile”, a última milha até uma pequena antena instalada na casa do cliente.

Esse tipo de conexão deve crescer muito e mais do que triplicar, superando as 180 milhões até o final de 2026, nesta época respondendo por 25% do tráfego total de dados da rede móvel globalmente.

A pandemia da covid-19 está acelerando a digitalização, bem como suportando a importância e a necessidade de rápida e confiável conectividade de banda larga doméstica. Trata-se da alternativa mais rápida para prestadores de serviços para atender a essa demanda.

Segundo o relatório da Ericsson, de  311 prestadores de serviços estudados, 200 oferecem serviços de FWA por 5G, notadamente na Europa, América do Norte e América Latina, um número que não para de aumentar.

A IoT crítica, destinada a aplicações que exigem entrega de dados dentro de um período de tempo especificado, com alto desempenho, possibilitando serviços como o trânsito de veículos autônomos ou aplicações médicas  já vem sendo introduzida em redes 5G. Isso possibilitará uma ampla gama de serviços urgentes para consumidores, empresas e instituições públicas em vários setores, com redes 5G públicas e dedicadas.

Os jogos em nuvem são outra categoria de aplicativo emergente. Os recursos combinados fornecidos por redes 5G e tecnologias de computação de ponta permitirão que os serviços de streaming de jogos em smartphones concorram com uma qualidade de experiência (QoE) no mesmo nível do PC ou do console, abrindo para jogos inovadores e imersivos baseados na mobilidade.

Uma latência de 20 a 30 milissegundos “ponta a ponta” já é alcançada pelas redes atuais, para jogos de alto desempenho e que requerem alta confiabilidade da rede.

Um dos pontos bastante importantes que vão impulsionar ainda mais a expansão do 5G é a chegada ao mercado de um maior número de dispositivos móveis compatíveis – 150 deles nos últimos meses, de acordo com o relatório, incluindo a nova família iPhone 12.

A maior parte é compatível com o padrão 5G DSS, que compartilha dinamicamente frequências com as redes de quarta geração e escolhido por operadoras de pelo menos 25 países para a primeira implementação da quinta geração, como foi o caso do Brasil. A tecnología 5G DSS conviver com o 5G de capacidade máxima em frequências exclusivas em breve, fazendo com que ambas as variantes se complementem, ganhando em velocidade e alcance.

DESTAQUES NÚMEROS

  • 80% das assinaturas móveis na América do Norte serão 5G em 2026
  • Na América Latina, haverá 180 milhões de assinaturas 5G até 2026
  • O crescimento estimado no tráfego de dados será de 30% na região, até essa data
  • 150 devices móveis foram lançados nos últimos meses com acesso a 5G
  • 54% do tráfego móvel de dados do mundo em 2026 passará por redes 5G

DESTAQUES DO RELATÓRIO

  • As primeiras plataformas de IoT 5G foram lançadas recentemente. Módulos

de vários fornecedores estão disponíveis, como bem como plataformas personalizadas para PCs e wearables avançados. Na segunda metade de 2020 e durante 2021, é esperada uma expansão para incluir casos de uso envolvendo veículos pessoais e comerciais, câmeras, roteadores e jogos.

  • O tráfego de vídeo responde atualmente por 66% de todos os dados móveis, com previsão de aumento para 77% em 2026.

Os smartphones continuam sendo o epicentro deste desenvolvimento, gerando hoje cerca de 95%, com previsão de aumento


A Ericsson reserva-se o direito de não ser responsável pela atualidade, correção, completude ou qualidade das informações fornecidas. Consequentemente, serão rejeitados os processos de responsabilidade civil relativos a danos causados pelo uso de qualquer das informações fornecidas, incluindo informações de qualquer tipo que sejam incompletas ou incorretas.