Entretenimento, mídia e jogos não serão mais os mesmos com o 5G

Entretenimento, mídia e jogos não serão mais os mesmos com o 5G

Que as redes 5G irão trazer um ganho significativo para nossa qualidade de vida – no dia a dia das nossas cidades, nos ambientes de trabalho, nas áreas de saúde e medicina e educacional, nas indústrias e no campo – nós já sabemos. Mas você já parou para pensar da qualidade de conexão que nós poderemos desfrutar quando pudermos acessar o 5G nos momentos de lazer, nos nossos smartphones, computadores ou smart TVs, para aproveitar aquele filmão ou se divertir com um game imersivo em altíssima definição?

A área do consumo de mídia, entretenimento e lazer vai ganhar muito com as redes que entregarão uma experiência única, unindo grandes velocidades a baixas latências. Afinal de contas, em um game, 10 milissegundos pode ser a diferença entre um bom resultado contra um adversário. Ah, e também será o fim definitivo daqueles vídeos que ficam interrompendo e recarregando…

Consumir podcasts ou aquele streaming de músicas será muito mais fácil, e assistir a qualquer conteúdo no YouTube em definição máxima deixará de ser privilégio reservado aos equipamentos mais potentes. No gaming, os consoles poderão ser até mais simples – e baratos – e oferecer qualidade melhor, pois a rede terá capacidade de rodar jogos em alta definição, sem exigir um altíssimo poder de processamento local.

Programas de TV, como já ocorre em transmissões esportivas e de shows na Ásia, vão oferecer a possibilidade de o espectador se transportar para dentro do cenário ou arquibancada, podendo utilizar óculos de realidade virtual para assistir em 360° ou mesmo escolher o ângulo das câmeras desejadas para ver, tudo com resolução 8K.

Até artistas que estão fisicamente distantes dos locais das apresentações podem se conectar com latência zero a músicos posicionados em outro palco e tocar juntos, como se estivessem lado a lado. Outro recurso já explorado, inclusive no Brasil, é levar artistas virtualmente aos locais de apresentação, por meio de projeção holográfica de alta definição, sem ‘lags’, proporcionando uma experiência totalmente imersiva.

Confira mais sobre o que se comenta a respeito do 5G nas áreas de entretenimento, mídia e gaming:

  • Os esportes não serão mais os mesmos: os eventos esportivos de equipe serão transformados com fones de ouvido e óculos sem fio habilitados para 5G, proporcionando experiências visuais extremamente ricas sobrepostas aos próprios eventos do mundo real. Eventos baseados em estádios, em particular, serão tapeçarias de ação do mundo real com estatísticas, atividades da liga fantasia e até mesmo apostas colocadas no campo de visão dos fãs e nas pontas dos dedos. (Microsoft: https://cloudblogs.microsoft.com/industry-blog/media/2020/07/20/5g-brings-a-new-vision-of-the-future-for-media-entertainment/)

  • As experiências de jogos serão repensadas: os jogos mestarão na vanguarda das inovações lideradas pelo 5G. A possibilidade de jogos totalmente interativos pode ser tornada tecnológica e economicamente viável com o 5G. As redes de quinta geração darão início a jogos em nuvem móvel (jogos interativos que utilizam dispositivos móveis que acessam a nuvem como um recurso externo para processar cenários de jogos), porque isso fornece a resposta rápida e a demanda dos jogadores de alta resolução com streaming em tempo real. A receita de jogos para celular 5G, incluindo AR e jogos em nuvem, deve ultrapassar US $ 100 bilhões anuais somente em 2028. (Microsoft: https://cloudblogs.microsoft.com/industry-blog/media/2020/07/20/5g-brings-a –new-vision-of-the-future-for-media-entertainment/)

  • Realidade Virtual e realidade aumentada no dia a dia e na mídia: A realidade virtual será uma maneira extraordinária de compartilhar experiências e marcos importantes. Quando seu bebê dá os primeiros passos, por exemplo, você pode documentá-lo ao vivo em RV e permitir que parentes e entes queridos que estão em cidades distantes sintam-se visceralmente como se estivessem no mesmo quarto com você. As aplicações sobre como os jornalistas poderão contar histórias também serão profundas. De reportagens sobre protestos de rua no Irã a tornados em Oklahoma, a RV baseada em dispositivos móveis fornecerá uma nova maneira de transportar os leitores para o evento e dar-lhes uma experiência emocionante de 360 ​​graus. (Wall Street Journal: https://partners.wsj.com/qualcomm/transforming-entertainment/)

  • Mais velocidade e mais possibilidade de criação de conteúdo: Um filme HD de duas horas pode levar vários minutos para baixar a velocidades 4G, mas, com 5G, os usuários podem baixar o mesmo filme em apenas alguns segundos. Isso por si só permitirá que os criadores de conteúdo tradicional ofereçam muito mais produtos aos consumidores – espera-se que o vídeo responda por 90 por cento do tráfego de dados 5G – mas as altas velocidades do 5G wireless também se combinam com as melhorias de latência, capacidade e confiabilidade do 5G para facilitar a entrada de novos concorrentes e novos modelos de negócios para concorrentes novos e antigos. (Akingump: https://www.akingump.com/en/experience/practices/corporate/ag-deal-diary/5g-and-the-future-of-entertainment.html)
  • Jogos de alta qualidade na nuvem: As altas velocidades e os baixos tempos de atraso do 5G serão um avanço enorme para jogos baseados em nuvem. Os videogames requerem a transmissão de grandes quantidades de dados e latência mínima na transmissão para uma experiência de jogo ideal. Antes do 5G, isso significava que os jogadores dependiam da compra de consoles e que os desenvolvedores de jogos dependiam dos mesmos fabricantes de console para entregar seu conteúdo aos jogadores. Com o 5G, o processamento complexo pode ser feito em um servidor centralizado e transmitido perfeitamente, diretamente aos consumidores. As próprias operadoras já estão investindo em serviços de jogos baseados em nuvem, em muitos locais do mundo.  (Akingump: https://www.akingump.com/en/experience/practices/corporate/ag-deal-diary/5g-and-the-future-of-entertainment.html)

  • Muito mais opções na TV over the top: Outro setor da indústria do entretenimento marcado por um pequeno número de participantes dominantes é a distribuição de televisão. Com relativamente poucas empresas de cabo em uma determinada área, os consumidores geralmente enfrentam pouca escolha ao escolher um provedor de televisão. O serviço atualmente ainda depende de uma conexão de internet com fio. A velocidade do 5G, no ar, vai abrir as portas para muitas outras empresas acessarem este mercado e um mundo de opções para os clientes.  (Akingump: https://www.akingump.com/en/experience/practices/corporate/ag-deal-diary/5g-and-the-future-of-entertainment.html)

A Ericsson reserva-se o direito de não ser responsável pela atualidade, correção, completude ou qualidade das informações fornecidas. Consequentemente, serão rejeitados os processos de responsabilidade civil relativos a danos causados pelo uso de qualquer das informações fornecidas, incluindo informações de qualquer tipo que sejam incompletas ou incorretas.