Fluxo de dados seguros em 5G traz inteligência aos negócios

Fluxo de dados seguros em 5G traz inteligência aos negócios

Conectividade e segurança estão intimamente ligados no ambiente das redes de quinta geração (5G). Garantir um fluxo seguro de dados abre as portas para que aplicações e dispositivos possam ser usados, suportados por 5G, trazendo inteligência aos negócios.

Por exemplo, imagine o caso de uma empresa que fabrica determinado produto e quer assegurar que ele nunca falte em seus pontos de venda e, assim, que os consumidores nunca fiquem sem o que precisam.

Com os conceitos de segurança e inviolabilidade das informações que circulam em uma rede 5G, é possível fazer com que dados medidos por sensores na fábrica, caminhões, rotas de logística, pontos de venda etc se conversem, servindo para a otimização das linhas de produção e do próprio negócio.

Confira como, nas palavras de Eva Fogelström, diretora de segurança em pesquisas da Ericsson:

“Quando conectamos a sociedade – o transporte e indústrias de logística, cuidados de saúde e muitas outras aplicações – nós realmente confiamos na rede para sempre estar lá, responsiva e funcionando da maneira que se espera. Se você quiser que as pessoas realmente acreditem na infraestrutura, então você tem que garantir que ela seja totalmente segura e confiável”

Ao trabalharmos para definir padrões de segurança para o 5G e além, entrando no campo da internet das coisas, trabalhamos muito para estabelecer padrões e para que eles sejam globais, de modo que tenhamos iguais soluções de segurança em todo o mundo. Depois também trabalhamos no design e implementações, garantindo que todos os padrões de proteção sejam levados em consideração no desenvolvimento real. E em seguida, quando a rede estiver operando, também temos monitoramento, resposta e processos para lidar com isso.

O uso de 5G traz enormes ganhos à logística, por exemplo. Você pode ter alimentos que são transportados em recipientes como contêineres. E terá sensores no final, para ler parâmetros como temperatura e umidade. Precisará conhecer essa informações porque é o proprietário dos alimentos e necessitará saber para onde enviá-los. Então, temos uma solução que desenvolvemos, chamada Oscar (Object Secutiry for IoT).

Com ela, é possível fazer a proteção da integridade das informações para assegurar que ninguém faça alterações ao longo do caminho. E é possível agregar a solução de encriptação, para que ninguém mais possa ler os dados que chegam até você. E essa solução é executada acima de tudo. Independente de qual rede você tem, de qual eixo você tem.

Quando você quer conectar bilhões de coisas, realmente um dos aspectos principais é o do gerenciamento de identidades. E mais, ter identificadores para esses diferentes dispositivos, para que você saiba quem está conectado e para que eles saibam a que estão conectados.

Dependendo do resultado da autenticação, quando você verifica a identidade pode decidir o que esse dispositivo pode fazer e também pode tomar diferentes ações – transmitir dados captados por sensores, realizar o ‘update’ do status de envio daquele determinado produto, modificar outros itens – assegurando a proteção das informações sem necessariamente criptografá-las e certificando-se de que as informações não sejam alteradas quando passarem do dispositivo para a rede.

O mesmo conceito serve para transportes, indústria, saúde e muitas outras aplicações para as quais precisamos contar com a infraestrutura da rede e a conectividade. Portanto, nos esforçamos para construir um 5G confiável e seguro, com propriedades corretas para suportar ataques e muitos meios para garantir essa proteção”.


A Ericsson reserva-se o direito de não ser responsável pela atualidade, correção, completude ou qualidade das informações fornecidas. Consequentemente, serão rejeitados os processos de responsabilidade civil relativos a danos causados pelo uso de qualquer das informações fornecidas, incluindo informações de qualquer tipo que sejam incompletas ou incorretas.