Gaming e carros conectados: com o 5G, o futuro já chegou

Gaming e carros conectados: com o 5G, o futuro já chegou

É da Ericsson a tecnologia DSS usada para habilitar a primeira operação comercial 5G no Brasil e na América Latina – e os detalhes, com alguns cases de uso bem legais, foram anunciados recentemente no Allianz Parque, estádio na capital paulista, juntamente com a Claro Brasil, a Motorola Brasil e a Qualcomm.

Para começar, a própria transmissão foi viabilizada com o uso da rede 5G em funcionamento no local, assim como todas as interações com os presidentes das empresas parceiras neste momento histórico, que por conta da pandemia da covid-19 foi assistido presencialmente por poucos convidados.

Confira e assista algumas das demonstrações que foram realizadas com base no poder incrível do 5G, que começa a funcionar agora no Brasil:

Gaming

Quem joga sabe que a alta velocidade, a estabilidade total da rede e a baixa latência (tempo de resposta na circulação dos dados, o chamado ‘ping’) são cruciais em uma disputa. Afinal de contas, centésimos de segundo podem ser a diferença entre perder uma vida ou conseguir eliminar um adversário, não é mesmo?

Por isso mesmo o 5G e sua enorme capacidade de entregar altíssima velocidade e baixíssima latências é a plataforma ideal para se conectar e jogar à vontade, em tempo real, dada a latência próxima de zero.

Outra coisa muito legal que dá para fazer com zero ‘lag’ no 5G é o streaming de games, com alta resolução e sem qualquer tipo de engasgo ou atraso.

Confira a demonstração:

Evolução do carro conectado

Imagine um carro autônomo “se dirigindo” em lugares movimentados de grandes cidades. O poder computacional exigido na conexão entre o sistema do veículo e servidores em cloud, que farão a comunicação com outros carros e até com semáforos, faixas de pedestres e smartphones das pessoas só pode ser feito, com total segurança, no 5G.

Por quê? Porque poucos centésimos de segundo influem em uma decisão de frear ou acelerar o veículo, por exemplo, significando a diferença entre causar ou evitar um acidente ou mesmo entre a vida e a morte.

É aqui que a velocidade alta e a latência quase zero do 5G fazem a diferença. Tanta que a piloto de Stock Car Karina Simões demonstrou o que é a direção autônoma, tendo o carro dirigido à distância por meio da rede 5G, circulando com os olhos vendados.

Confira como foi:


A Ericsson reserva-se o direito de não ser responsável pela atualidade, correção, completude ou qualidade das informações fornecidas. Consequentemente, serão rejeitados os processos de responsabilidade civil relativos a danos causados pelo uso de qualquer das informações fornecidas, incluindo informações de qualquer tipo que sejam incompletas ou incorretas.