Iniciativas e dispositivos atuais de telemedicina ganharão impulso no 5G

Iniciativas e dispositivos atuais de telemedicina ganharão impulso no 5G

Aplicações em diversas áreas telemedicina têm grande potencial de aplicação massiva em um futuro próximo nas redes 5G. O atendimento digital de qualidade, com as inovações científicas de ponta, será levado a muito mais comunidades, se beneficiando das características técnicas da quinta geração móvel como alta velocidade e baixa latência.

Hoje, muita coisa já é feita com base em conexões 4G, e dispositivos já são pensados com olhar para o futuro. O potencial de transformação a ser trazido pela área de e-health (medicina digital) é imenso, passando por wearables e sensores de monitoramento de doenças crônicas, sendo usados por pacientes podendo ser acompanhados por seus médicos em tempo real.

O diretor de produtos e tecnologia da Ericsson, Paulo Bernardocki, considera que o coronavírus deu uma “grande ajuda” no desenvolvimento e entrega rápida de serviços de telemedicina, que avança no mundo de maneira bastante consistente.

Para ele, o modelo de grandes hospitais centralizados deve acabar. “Com a facilidade que temos hoje de acessar as pessoas remotamente, fazer e transmitir imagens, sensores interconectados, com a facilidade de o médico poder acessar prontuários online, temos espaço, agora, para uma grande disrupção”.

Gestores e responsáveis por empresas do setor, que estão na vanguarda em oferecer atendimento à distância ou servem como integradoras entre médicos e pacientes aguardam com grande expectativa a chegada do 5G. Em sua visão, a conexão de nova geração será o impulso que faltava para a consolidação do atendimento médico remoto.

Conheça algumas iniciativas de telemedicina pelo mundo que ganharão escala com a chegada do 5G:

Ericsson Mobile Health

É uma plataforma móvel de saúde desenvolvida pela Ericsson em colaboração em operação na Croácia, usada para entrega de serviços de saúde e bem-estar, por um profissional médico ou empresa. Abre oportunidades de negócios para operadora de telecomunicações, de assistência médica, prestadores de serviços e saúde seguros. O EMH permite cuidados de saúde profissionais para monitorar objetivamente parâmetros fisiológicos dos pacientes quase em tempo real e fornecer

feedback para eles utilizando dispositivos móveis nas comunicações. Atende a pacientes crônicos em áreas de cardiologia e doenças respiratórias, pacientes em cuidados domiciliares, pacientes que receberam alta hospitalar ou necessitaram de atendimento médico emergencial, pessoas que necessitam de exames preventivos, programas de bem-estar e oferece suporte para ensaios clínicos. Leia mais: https://www.ericsson.hr/en/ericsson-mobile-health-emh

Ericsson e parceiros pesquisam wearable

A Ericsson, a Sony Mobile, a Qoitech e a Altair Semiconductor firmaram parceria para oferecer uma duração de bateria cinco vezes maior a um protótipo vestível conectado para monitoramento de diabetes. O conceito é resultado de uma colaboração contínua dos principais fornecedores de tecnologia móvel na exploração do ecossistema de IoT em massa, buscando simplificar a comunicação do ecossistema e estender a vida útil da bateria dos dispositivos para melhorar a experiência e a confiabilidade do usuário, e abre caminho para outras aplicações de internet das coisas massiva que requeiram os mesmos parâmetros, inclusive fora da área de saúde. Leia mais: https://www.ericsson.com/en/news/2018/8/connected-e-health-IoT

Bablyon
Multinacional com sede no Reino Unido, pioneira no trabalho com telemedicina aliada a tecnologias digitais como inteligência artificial e computação em nuvem. A IA foi projetada em torno do cérebro de um médico e pode entender e reconhecer a maneira única como os humanos expressam seus problemas na área de saúde, com processamento da linguagem natural. Esse conhecimento, combinado com o histórico médico do paciente e os sintomas atuais, torna a plataforma capaz de fornecer informações sobre possíveis condições médicas e tratamentos comuns.

Hospital Albert Einstein

O atendimento é feito por vídeo e áudio, com a possibilidade de o paciente enviar seus exames digitalmente, por meio de um link da sala de telemedicina, ter a opinião de diversos especialistas da instituição e receber a prescrição digital de medicamentos e pedidos de novos exames. Também oferece o serviço de tele reabilitação, para orientar quanto à prática de atividade física adequada para cada situação ou idade, diante de doenças ósseas e articulares crônicas.

Ministério da Saúde / Sistema Único de Saúde (SUS)

Passará a oferecer as consultas online com a possibilidade de encaminhamento de atestados e receitas médicas virtuais, em parceria com o Hospital Albert Einstein, com foco nos atendimentos do programa Saúde da Família.

Amil

Maior empresa de planos de saúde do país escalou 360 médicos e enfermeiros para atender pacientes 24 horas por dia, por vídeo e áudio. A plataforma tem capacidade para 6 mil atendimentos por dia em videoconferência em smartphones e tablets.

Doctoralia

Maior plataforma de agendamentos de consultas on-line do mundo, a empresa passou a disponibilizar sua tecnologia de telemedicina a profissionais de saúde, pacientes e, de maneira gratuita, a órgãos do governo e cidades. Utiliza uma plataforma própria de conexão com alta qualidade de vídeo e áudio e criptografia avançada AES, de acordo com a General Data Protection Regulation– GDPR, a Lei Geral de Proteção de Dados europeia.

Grupo Fleury

Apresentou a plataforma “Cuidar Digital”, para consultas online entre médicos e pacientes de todo País. O profissional pode acessar um  prontuário eletrônico para anotar as informações do paciente. Ainda é possível trocar arquivos e mensagens na consulta, como em um chat. Também há a possibilidade de gravar vídeo e áudio das consultas e acessar o histórico de exames de diagnóstico do paciente realizados nas unidades do grupo.

OdontoPrev e Sorridents

Planos de assistência odontológica que também lançaram suas plataformas de teleorientação (teleodontologia), com dentistas para esclarecer dúvidas sobre tratamentos ou orientar sobre procedimentos dentários.

___________________________________________________________________________

A Ericsson reserva-se o direito de não ser responsável pela atualidade, correção, completude ou qualidade das informações fornecidas. Consequentemente, serão rejeitados os processos de responsabilidade civil relativos a danos causados pelo uso de qualquer das informações fornecidas, incluindo informações de qualquer tipo que sejam incompletas ou incorretas.