Sociedade 5G

Teste pioneiro de 5G Standalone com nova tecnologia traz ganhos na cobertura e velocidade

Um teste inédito de uma rede 5G funcionando no sistema standalone (sozinho e em frequência exclusiva – você pode saber mais sobre as diferenças de arquitetura de rede aqui foi promovido em Minas Gerais usando uma tecnologia chamada de Carrier Agregation, da Ericsson.

Além de provar que a cobertura de uma estação de quinta geração é ampliada utilizando-se tal método, o teste serviu como mais um passo importante para estabelecer um jornada de cocriação do ecossistema ideal de apoio ao 5G no País.

A prova, realizada na cidade de Itajubá (MG), foi feita em conjunto ainda com a MediaTek e TIM, ao longo de todo o mês de julho, e provou que a cobertura é ampliada em 65% com o uso da tecnologia, que garante a otimização da cobertura, da capacidade e da latência.

A tecnologia Carrier Agregation prevê o uso de dois tipos de frequências com finalidades distintas, de modo a reforçar o sinal. As TDD avaliam a oscilação por tempo, enquanto as FDD fazem o mesmo, só que por frequência, tudo simultaneamente e com base em numerologias distintas.

O piloto contou com a estrutura de network (rede) da TIM e com o uso do chipset Dimensity 1100 da MediaTek, além do rádio 5G AIR 3239 da Ericsson. O equipamento foi configurado para uma operação de banda de 100MHz na frequência de 3,5 GHz (a mesma na qual o 5G vai ao ar em faixa exclusiva pós leilão da Anatel), simultaneamente com o recurso Ericsson Spectrum Sharing (ESS), ativado em 10 MHz na banda de 2.600 MHz, da mesma forma como o 5G já está no ar em algumas capitais brasileiras, em faixa compartilhada com o 4G.

Foi exatamente essa combinação que provou que a extensão da cobertura se torna muito superior com o auxílio da frequência adicional, além de prover mais velocidade, já que ela transfere parte da sinalização que limita o alcance em 3,5GHz para outra portadora 5G em banda mais baixa compartilhada com o LTE, escoando melhor o tráfego.

“Dada a diversidade do espectro disponível, é essencial que agreguemos as diferentes bandas de frequência usando 5G Carrier Aggregation. Isso é feito para melhorar a cobertura celular e fornecer taxas de pico mais altas. Os resultados que obtivemos nesse teste piloto foram muito relevantes”, explica Marcos Scheffer, Vice-Presidente de Redes da Ericsson para o Cone Sul da América Latina.

“A possibilidade de ampliar a cobertura da quinta geração de tecnologia móvel é um ponto importante quando se pensa em garantir uma experiência ideal para um usuário 5G, em particular quando a agregação ocorre entre as frequências FDD existentes e as novas frequências 5G em TDD. Além de um ganho expressivo de cobertura, o Carrier Aggregation traz também um ganho de velocidade”, afirma.

As demais empresas participantes do teste se disseram prontas a fornecer soluções de ponta para a futura impulsão do 5G brasileiro. Desenvolvidos para equipar smartphones com alta performance (mas com baixo consumo de bateira), a série de chips Dimensity 5G da MediaTek permite que um único aparelho seja conectado a duas frequências diferentes de 5G. “A dupla conectividade 5G amplia o sinal e também traz ganhos na velocidade da conexão”, aponta Samir Vani, country manager da MediaTek no Brasil.

Para Leonardo Capdeville, CTIO da TIM Brasil, reforça a importância dos pilotos desenvolvidos em rede 5G standalone para a consolidação da tecnologia mesmo antes do leilão de frequências, previsto para o final de 2021: “Estabelecemos parcerias com empresas líderes em seus setores para desenvolver soluções que atendam à futura demanda por conectividade de baixa latência, alta segurança e grandes volumes de dados”. __________________________________________________________________________________________________________

A Ericsson reserva-se o direito de não ser responsável pela atualidade, correção, completude ou qualidade das informações fornecidas. Consequentemente, serão rejeitados os processos de responsabilidade civil relativos a danos causados pelo uso de qualquer das informações fornecidas, incluindo informações de qualquer tipo que sejam incompletas ou incorretas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *